Hoje, dia 21/01/2021, foram revistas novas medidas de confinamento. Esta quinta-feira, foi anunciado por António Costa o encerramento das escolas e Universidades.

Sabe-se também que houve um aumento muito acentuado da variante britânica de Covid-19, sendo que os estudos indicam que a semana passada tinham um incidência de 8% e esta semana esse valor já passou para os 20%, sendo assim previsível a sua tendência crescente.

Devido a esta situação e também ao aumento de casos de pessoas infectadas e do número de falecidos a lamentar, foram propostas as seguintes alterações, iniciando-se às 00:00 desta sexta-feira:

  • Interrupção já esta sexta-feira de todas as atividades letivas durante os próximos 15 dias, devidamente compensada no calendário escolar (nas férias da Páscoa ou do verão);
  • Não haverá aulas à distância;
  • Os pais que não se encontram em teletrabalho terão as faltas justificadas;
  • Será atribuído um apoio idêntico ao que foi dado na primeira fase do confinamento, de 66% do vencimento;
  • Ficam abertas as escolas de acolhimento para crianças com idade igual ou inferior a 12 anos cujos país trabalham em serviços essenciais;
  • Continuarão a ser asseguradas as refeições a crianças que beneficiam de ação social escolar;
  • As atividades para crianças com necessidades educativas especiais também não sofrerão interrupção;
  • Encerramento das lojas do cidadão, mantendo-se apenas o atendimento por marcação noutros serviços públicos;
  • Suspensão dos prazos dos processos judiciais não urgentes

Estas medidas serão novamente avaliadas dentro de 15 dias, bem como as anteriormente impostas.