O Ministério do Trabalho divulgou hoje que o Governo já pagou 3.813 milhões de euros em apoios extraordinários no âmbito da Covid-19 às famílias e empresas, incluindo despesa contribuitivas.

No comunicado pode ler-se que “O conjunto dos apoios extraordinários lançados pelo Governo devido à pandemia por Covid-19 já chegou a 2,9 milhões de pessoas e a 179 mil empresas, com pagamentos de 3.813 milhões de euros, incluindo dispensas contributivas”. 

O Executivo menciona também que “Estes apoios foram determinantes para apoiar a manutenção dos postos de trabalho e impedir um crescimento muito elevado do desemprego, tal como é aliás reconhecido pelo Banco de Portugal. Em resultado disso, em março último, de acordo com os dados do INE, a taxa de desemprego estava nos 6,5%, o que compara com 6,3% em março de 2020”.

“Instrumento flexível impede despedimentos até nove meses e concede um incentivo financeiro por trabalhador” menciona também o comunicado do Governo anuncia também o novo Incentivo de actividade.

Este novo Incentivo está disponível para as empresas que tenham recorrido ao lay-off simplificado ou ao apoio extraordinário à retoma progressiva (AERP) no primeiro trimestre deste ano, e as candidaturas estão disponíveis a partir da próxima semana.

Meios de pagamento: qual o impacto nos resultados no meu negócio?